domingo, 11 de dezembro de 2011

Plano de Ação - O Bullyng Racial na Escola

OBJETIVO:
Este plano de ação tem como objetivo debater e discutir as conseqüências psicológicas e violentas do bullying na escola, com o intuito de promover um ambiente de respeito, amizade e solidariedade entre os discentes oportunizando um lugar agradável de aprendizagem para todos.

JUSTIFICATIVA:
A escola é um lugar de muita diversidade, está variação cultural, social, racial e até mesmo genética é um caldeirão de oportunidades para o surgimento dos conflitos.

Ao mesmo tempo em que a escola se insere num contexto histórico de condições propícias para a representação de conflitos, ela é também lugar da produção de uma cultura de paz e reconstrução dos valores humanos, bem como afirma Behrens (2006):

A educação tem papel relevante nesse movimento de reconstrução, pois precisa propiciar meios para soterrar o paradigma conservador vigente e com ele o processo de injustiça, a visão individualista e competitiva, a violência e o desrespeito aos direitos humanos (2006, p.16).

Infelizmente nossa sociedade está repleta de discriminação e reversões de valores, e os conflitos são produzidos pelas desigualdades raciais/sociais, resultando num quadro de desrespeito ao ser humano com a prática da violência extrema no cotidiano das pessoas.

Um dos retratos de violência na escola atual se processa através do bullying, que tem ferido a autoestima e a vontade de estudar de muitos alunos, pois em alguns casos provocam a evasão escolar e afeta o aprendizado.

Para Fante (2005), o bullying é toda forma de agressão física ou verbal, sem uma razão aparente, que causa em suas vítimas conseqüências que vão desde o âmbito emocional até conseqüências na aprendizagem.

Segundo Fante (2005), o bullying escolar se resume em insultos, intimidações, apelidos, constrangimentos, gozações, acusações injustas, levando a exclusão, danos físicos, psíquicos e danos na aprendizagem. O autor destaca muito bem as conseqüências psíquicas causadas pelo mesmo, conforme expresso a seguir:
O bullying é um conceito específico e muito bem definido, uma vez que não deixa confundir com outras formas de violência. Isso se justifica pelo fato de apresentar características próprias, dentre elas, talvez a mais grave, seja a propriedade de causar traumas ao psiquismo de suas vítimas envolvidas (2005, p.26).

A pluralidade racial é uma característica da sociedade brasileira, o racismo pode ser considerado uma forma de bullying, uma vez que deprecia a pessoa pela sua aparência e principalmente pela sua cor, atribuída pela hierarquização do branco sobre o negro.

O bullying racista se manifesta quando o seu apelo pejorativo produz a discriminação ao negro através de seus traços genéticos.

Há uma transferência de valores dominantes e brancos que é reproduzido na sociedade e expresso em sala de aula, no convívio de aceitação marcante do fenótipo branco sobre o negro.

Há também, uma não aceitação do negro ao seu fenótipo, na tentativa de camuflar a própria aparência, no sentido de esperar ser mais aceito (a) pelos colegas e por si mesmo.

Então a pluralidade racial é um prato cheio para que o bullying se manifeste na escola. Piadas, apelidos, expressão de baixo escalão, tratamentos agressivos, são aferidos a negros no ambiente escolar.

O professor tem um papel fundamental no processo conscientizador para apaziguar os conflitos, construindo a busca pelo diálogo constante, da tolerância e dos valores humanos, constituindo uma cultura da paz.

É investindo na reflexão da importância da paz é que se podem formar cidadãos mais respeitosos e harmoniosos, participando ativamente da mediação dos conflitos.

DESCRIÇÃO DA AÇÃO
Trabalhar o bullying racial é de suma importância para a formação do aluno, para a construção de uma sociedade equânime e com menos conflitos.

As aulas devem ser bem planejadas e preparadas, contribuindo tanto com a reflexão do aluno como também com a boa informação. Realizar um projeto com etapas bem definidas é uma excelente forma de obter bons resultados.

Num primeiro momento é muito importante conhecer o que a turma já sabe, conversando com a mesma e percebendo o nível de conhecimento e recepção dos alunos aos temas.

Em seguida, a turma deve ser dividida em grupos para que cada grupo desenvolva uma pesquisa diferente do outro, sobre os seguintes temas: O que é bullying, quais são os tipos de bullying, quais as conseqüências do bullying, como o bullying racial se manifesta e trabalhar as noções de valores humanos.

Depois de coletadas as informações, cada grupo deverá confeccionar painéis, cartazes e panfletos sobre o seu tema.

Num terceiro momento, cada grupo deve expor as suas produções e conhecimentos teóricos sobre o assunto, gerando debates entre eles e a turma.

Nas próximas aulas o professor deve explicitar sobre todos os conteúdos, orientando os alunos, informando e tirando dúvidas. As aulas devem ser atrativas, com apresentação de filmes que aborte os temas, como por exemplo, Carrie, a estranha ou Deixa ela entrar, ambos trabalham a temática do bullying.
Trabalhar com textos também são importantes. Ao final dos trabalhos os alunos poderão expor todos os cartazes e tudo que foi apreendido para toda a comunidade escolar.

CRONOGRAMA PARA O PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO
Para o planejamento de todas as ações faz-se necessário pelo menos duas semanas. Então o ideal seria a terceira e quarta semana do final de fevereiro de 2012. Para executar todo a projeto, penso que seria necessário pelo menos um mês, pois o assunto é muito abrangente e gera muitas discussões, além de ser muito polêmico, podendo se estender por mais dias que o esperado. Segue abaixo o cronograma:

Verificação do conhecimento dos alunos
Perguntas sobre a temática
Diagnóstico
02 dias
05/03/2012
A 06/03/2012
O que os alunos devem saber
Pesquisa em livros e revistas
Pesquisas na internet
04 dias
13/03à117/03
Confecção de materiais
Cartazes e painéis
Resumos e panfletos
07 dias
20/03 à 27/03
Explanação e trocas de aprendizado
Exposição oral
Exposição dos materiais confeccionados
03 dias
28/03 à 30/03
   Interlocução com o professor
Orientação e tira dúvidas
Filme Deixa ela entrar
04 dias
02/04 à 05/03


POPULAÇÃO BENEFICIADA
Trabalharei o tema em questão na escola EEEM Misael Pinto Neto, está localizada no centro de Aracruz, oferecendo o ensino médio regular e o EJA, atuando nos três turnos.

A comunidade escolar é formada por pessoas de vários bairros de Aracruz. Bairros tais como: Centro, Coabs 01, 02,03 e 04, Bela Vista, Vila Nova, Segatto, Morobá, De Carli, Vila rica, entre outros.

Tenho conhecimento do publico geral dessa escola, pois trabalhei vários anos na mesma. Em geral a clientela é carente, subempregada ou desempregada, sobrevivente. Na maioria das vezes conciliam estudo com trabalho, e isso se torna um grande desafio.

Os estudantes beneficiados serão uma turma de 2º grau, que de acordo com a verificação dos professores da mesma se mostra mais necessária a discussão dos assuntos expostos nesse plano de ação.

Referência Bibliográfica:
BEHRENS, Marilda Aparecida. Paradigma da Complexidade:Metodologia de Projetos, Contratos didáticos e Portifólios. Petrópoles, RJ: vozes, 2006.
FANTE, C. Fenômeno Bullying: Como prevenir a violência nas escolar e educar para a paz. Editora Verus, 2005.

Trabalho elaborado pela aluna GPPGeR/UFES - Glediana Aparecida Danta Vicente – Polo Aracruz e escolhido para representar o Plano de Ação do grupo 04.

Um comentário: